“Looser” é deixar de ser quem se é

Cartaz do filme Pequena Miss SunshineO que podemos esperar de um pai motivador fracassado que tenta emplacar seus 9 passos para o sucesso, um avô viciado em heroína, um adolecente que apenas lê Nietzsche e não fala ha 9 meses, um tio suicida e uma filha atrapalhada que é classificada para um concurso de beleza?

Bom, para o padrão americano de sucesso (e também para o de muitos outros países) esta é uma família de perdedores e sua história deveria ser banida. Mas será que devemos sacrificar o que somos à fim de “vencermos”, ou seja, se travestir da máscara que a sociedade acredita ser o perfil ideal?

As confusões e enrascadas que a família Hoover se mete são tão hilárias e inusitadas que até um defunto eles carregam na kombi em que atravessam o país para chegar ao local do concurso “Little Miss Sunshine”. Mas no meio da confusão aos poucos eles vão se encontrando e descobrindo uma nova maneira de ser uma família, que não precisa ser a ideal.

Apesar de ser uma comédia, o filme nos faz refletir sobre o que é ser um perdedor e um ganhador, conceitos estreitos e massificados que nem de longe exprimem a complexidade que são as pessoas e mesmo as famílias. É como Frank cita no filme o escritor Marcel Proust “ele sempre foi um perdedor mas nunca se arrependeu disto, pois foi por ser perdedor que ele foi quem era”.

Pequena Miss Sunshine pode muito bem reforçar o sentido da famosa frase de León Tolstói de que “As famílias felizes parecem-se todas; as famílias infelizes são infelizes cada uma à sua maneira”. Ainda bem que não existe maneira certa para se ser feliz.

Referência(s)

Pequena Miss Sunshine (Little Miss Sunshine)
País: USA
Direção: Jonathan Dayton e Valerie Faris
Elenco: Abigail Breslin, Greg Kinnear , Paul Dano , Alan Arkin , Toni Collette , Steve Carell

Autor(a)

Daniel Pereira

Formado em Física / Astrofísica pela Universidade de São Paulo. Fez cursos nas faculdades de Filosofia, Geologia e Matemática na Universidade de São Paulo. Fez cursos na área de artes plásticas e história da arte no Centro Cultural São Paulo. Também frequentou o curso de Introdução a Psicanálise pelo Instituto Sedes Sapientiae. Atua na área de tecnologia e web desenvolvendo soluções voltadas para várias áreas do conhecimento, incluindo pesquisa com redes sociais. Atualmente atua para um grande portal de notícias.

Contato

danielusp@bol.com.br
@sermelhor
https://www.facebook.com/sitesermelhor


Veja Também