Educação e cidadania

Ser cidadão é perceber que fazemos parte do mundo. Nossas escolhas e posturas diante da vida afetam não apenas a nós mesmos, mas também a vida de outras pessoas, da comunidade. Assim como as atitudes das outras pessoas também nos afetam.

Ao invés de só reclamarmos podemos agir e transformar as coisas. É verdade que sozinhos não podemos mudar tudo, mesmo porquê cada um de nós tem um ponto de vista diferente do que e de como mudarmos as coisas.

Ter como princípio a valorização do humano, do ser e não apenas do ter (material), já é um bom começo. Em nossas comunidades (escola, clube, prédio, rua, etc) sempre há um grupo de pessoas que se uniu para lutar por algo que acredita.

Conheça melhor a sua comunidade e experimente participar dela mais ativamente!

Você também pode formar um grupo e lutar por algo que acredita. Uma idéia é a sua participação em projetos que visem a melhoria da qualidade da educação.

" Sou um só, mas ainda assim sou um; não posso fazer tudo, mas ainda posso fazer alguma coisa; e não é porque não posso fazer tudo que vou deixar de fazer o que posso." (Edwald Everett Hale)

Autor(a)

Salete Monteiro Amador

Psicóloga formada pela PUC/SP, Pós graduada em Saúde Coletiva pela FUNDAP. É Terapeuta Comunitária formada pelo Prof. Dr. Adalberto Barreto e Intervisora/Supervisora de terapeutas comunitários na zona leste da cidade de São Paulo. Atualmente é Coordenadora de um Centro de Testagem e Aconselhamento em DST/AIDS.

Contato

salete_psi@yahoo.com.br
@sermelhor
https://www.facebook.com/sitesermelhor

Adquira pela :



Veja Também

Receba nosso boletim por e-mail

Cadastre seu e-mail e receba nossos boletins e material exclusivo

Comentários relacionados a este artigo