Final de ano sem promessas vãs

A vontade de mudar, de SER MELHOR não envolve apenas tomar uma decisão sobre algo que se "deve fazer" mediante pressões da sociedade, mas sim um conhecimento da natureza do que é mudar e de quem você é.

Todo final de ano é sempre a mesma história, vamos comer uvas para trazer sorte, lentilha para trazer dinheiro, uma cueca nova, um vestido branco etc. e etc. Aí na hora da virada as promessas "este ano eu paro de fumar", "este ano eu vou fazer aquela viagem", "vou subir de cargo este ano" e assim vai.

O interessante é notarmos que no próximo reveillón, muito provavelmente, estas 'promessas' voltarão sem piedeade, e junto possivelmente ainda mais algumas outras! Se elas voltam é porque não foram cumpridas, óbvio. Será que já aconteceu isto com você? Bem, por uma simples conversa com amigos é fácil decobrir que esta situação é comum, mas até já nos acostumamos, é como um ritual, sem sentido as vezes, o fazer promessas para o ano que vem e postergar para o próximo e o próximo ano...

Bom, se esta situação não diz respeito a você, então o restante deste artigo será talvez sem valia, mas se você se reconhece nesta situação, pode ser que possamos compartinhar juntos o sofrimento!

Mas espere um pouco, talvez algo de errado esteja permeando nossos seres, algo que não tenhamos nos dado conta. Pensei muito nas situações que descrevi acima e em especial sobre a frase SER MELHOR, que inclusive é o nome do site (coincidência ?). Temos de admitir que às vezes possa parecer uma mera formalidade, ritual ou mesmo uma brincadeira na virada do ano fazer aquelas promessas, mas já existe algo de muito importante escondido nelas, existe a VONTADE DE MUDAR, e mudar para melhor, geralmente, e este já é um passo importantíssimo; assim vamos ser melhores este ano que entra, ou pelo menos tentar.

Mas se a vontade de mudar está plantada, o que nos faz recuar ao longo do ano? Aonde falhamos? Vou dar um chute aqui e vocês vejam se acertei; falhamos porque não reconhecemos a NATUREZA DO MUDAR, DO PROCESSO DE SER MELHOR mesmo que a cada dia um pouco.

Para mudar, precisamos olhar para dentro de nós, nos reconhecer e conhecer. Isto soa como um clichê ou aquela coisa de auto-ajuda, eu sei, mas apesar de clichê não conseguimos realizar este auto-conhecimento interior, pois NOSSAS VIDAS SE TORNARAM SUPERFICIAIS, não analisamos as coisas profundamente e acabamos NOS TORNANDO SUPERFICIAIS, utilizando de formuletas já prontas, idéias padronizadas, para não termos de pensar em mais nada e continuar nossas vidas mecânicas.

Mas o que é nos conhecermos? Você já parou para reparar qual a sua reação em certas situações, o que você faz se uma pessoa lhe pede informação na rua ? E se você vê um animal doente largado? Qual a sua reação diante de uma mentira, e de uma crítica? Você aceita ser criticado ?

Nunca percebemos estas coisas pois nos parecem muito triviais e assim nunca nos conhecemos. Mas ao estar consciente disto, não deveríamos nos perguntar se, mesmo internamente, estamos reagindo de forma correta, se mudássemos nossa reação diante de tais situações o que mudaria? Seria melhor ou pior ? Talvez valesse até realizar alguns 'testes' e ver como nos saimos, abandonar os preconceitos e experimentar SER MELHOR.

Após se olhar de um modo mais crítico e analítico, devemos voltar as nossas promessas de final de ano e verificar se aquilo que desejamos é realmente o que 'desejamos' ou simplesmente fruto de uma pressão social, familiar, consumista.... Será que o nosso desejo de mudar nos tornará felizes? Pode ser que subir de cargo na sua empresa seja muito bom porque seu salário e as suas responsabilidades/preocupações aumentarão significantemente, mas e aquela sua antiga vontade de pintar quadros e viver disto? Claro que na balança das escolhas devemos pesar muitas coisas, mas vale a pena refletirmos e procurar realizar nossos desejos em busca de SERmos MELHORes e mais satisfeitos!

Este assunto é muito extenso e é claro que em um artigo não conseguimos aprofundá-lo totalmente, mas acho que o importante é pelo menos pararmos para refletir O QUE SOMOS e O QUE QUEREMOS para nós, e imaginar se as nossas promessas de final de ano falham pelo simples fato de não nos conhecermos o suficiente.

Abraço a todos e bom final de ano!

Autor(a)

Daniel Pereira

Formado em Física / Astrofísica pela Universidade de São Paulo. Fez cursos nas faculdades de Filosofia, Geologia e Matemática na Universidade de São Paulo. Fez cursos na área de artes plásticas e história da arte no Centro Cultural São Paulo. Também frequentou o curso de Introdução a Psicanálise pelo Instituto Sedes Sapientiae. Atua na área de tecnologia e web desenvolvendo soluções voltadas para várias áreas do conhecimento, incluindo pesquisa com redes sociais. Atualmente atua para um grande portal de notícias.

Contato

danielusp@bol.com.br
@sermelhor
https://www.facebook.com/sitesermelhor


Veja Também