Psicoterapia sem mistérios - Artigo em Comemoração ao Dia dos Psicólogos – 27 de Agosto

Este artigo foi escrito em comemoração ao Dia dos Psicólogos, buscando homenagear estes profissionais e esclarecer sobre a psicoterapia - assunto por vezes deturpado por alguns e enigmático para outros.

“Uma gota a mais e o copo transborda. A metáfora sobre algo que não conseguimos conter desenha a imagem do que acontece nos momentos em que não damos conta de resolver sozinhos um problema que incomoda bem lá dentro da gente. Ao atingirmos essa situação-limite, a água escorre – e nos vemos no impasse de matar, morrer ou de nos fingirmos de morto. Matar é buscar soluções. Morrer é se deixar aniquilar por ela. Fingir de morto é olhar para o lado, agindo como se a coisa não fosse com você. Eis aí três possibilidades do que cada um de nós, como indivíduos ( na mais pura acepção da palavra, “aquilo que não se divide”), podemos fazer com nossas vidas quando algo não vai bem em nosso íntimo. Tudo é questão de escolha, e essa opção determina como viveremos e quem seremos para nós e para os outros”.*


Esta metáfora expressa uma situação que passou por cima do nosso limite de dor ou que traz para nós um questionamento tão intenso a respeito de nós mesmos que entramos numa dolorosa crise e precisamos de ajuda. Podemos fingir que não é conosco, entregarmo-nos a essa dor e tornarmo-nos pessoas rancorosas e entristecidas, buscando até mesmo a morte, porém existe outra opção: buscar ajuda profissional.

Buscar ajuda não por fraqueza, mas porque os caminhos que teremos de seguir são escuros e serão melhores iluminados e aproveitados se tivermos um guia que nos auxilie na travessia. Alguém que estudou sobre a mente humana e seus meandros. Este alguém é um psicólogo ou psicoterapeuta, profissional que trabalha com técnicas que possibilitam o auto-conhecimento. Iniciar uma psicoterapia - de orientação psicodinâmica, por exemplo - é como uma viagem ao nosso inconsciente por meio das escuras e profundas contradições humanas e desta forma conhecermos a nós mesmos, tornando-nos o que somos, conhecendo o que queremos e sabendo o que podemos ser.

Apesar do árduo trabalho e disponibilidade este profissional é muitas vezes vítima de estereótipos, ora sendo considerado um misterioso guru com poderes mágicos, capaz de desvendar todos os desejos mais íntimos só de olhar para as pessoas, ora visto como louco ou até mesmo desconsiderado por alguns cientistas - como se o sofrimento emocional não fosse autêntico, somente o que é sofrimento físico ou provado cientificamente pelas ciências naturais fosse verdadeiro.

O psicólogo é alguém que estuda a subjetividade, os sentimentos mais contraditórios e se disponibiliza a caminhar com o outro pelo único, difícil e obscuro caminho dele, sem julgá-lo ou criticá-lo, mas sendo seu verdadeiro parceiro de viagem em quem se pode confiar e dizer sem censuras o que sente e pensa.

Sua atuação é validada pela Psicologia, que é uma ciência com normas e técnicas estudas e validadas pelas ciências humanas e fiscalizadas pelo Conselho Federal de Psicologia.

Em homenagem a esta tão valorosa profissão o site Ser Melhor parabeniza todos os psicólogos e psicoterapeutas por este dia tão especial e pelo trabalho realizado com entusiasmo, seriedade e dedicação.

*Trecho extraído da Revista Vida Simples de julho de 2007 e escrito por Roberta de Lucca.

Referência(s)

*Trecho extraído da Revista Vida Simples de julho de 2007 e escrito por Roberta de Lucca.

Autor(a)

Contato



Veja Também