Ser Melhor

Ser Melhor

Conquiste a sua estrela



Pais e Filhos

Tudo o que você precisa saber para escolher a melhor escola de educação infantil

O começo da vida escolar demanda alguns cuidados dos pais para decidir pela melhor opção para o aprendizado dos pequenos

Você com certeza se lembra de seus primeiros anos na escola: quem era o professor, os nomes dos seus amiguinhos, as brincadeiras que faziam, as apresentações para a comunidade e outros momentos que toda criança experimenta na primeira etapa de educação. Se esse período é cheio de memórias gostosas de recordar, você vai querer que o seu pequeno viva algo parecido; se houve algum trauma, você fará de tudo para evitar que a situação se repita. É por isso que escolher uma boa escola é essencial!

A Educação Infantil é a fase inicial de educação, que vai de zero a seis anos e marca o começo do processo de independência de uma criança. Com tantas mudanças, pais e filhos podem ficar inseguros e receosos com a novidade, principalmente quando não se preparam com antecedência para a ida ao colégio. Tente envolver o pequeno no processo de escolha da escolinha e conte o que o espera dentro do local, sempre transmitindo um sentimento positivo.

Quem é mãe ou pai pode ficar tranquilo em relação à reação dos filhos, e não precisa se culpar por matriculá-lo em uma escola: para a criança, frequentar as aulas só traz benefícios. Ela começa a ter contato com outras crianças, a aprimorar a imunidade, a ter mais autonomia, a se concentrar mais e desenvolver muitas outras habilidades sociocomportamentais e intelectuais que serão necessárias por toda a vida.

Como o período letivo geralmente se inicia no final de janeiro ou nos primeiros dias de fevereiro, ainda dá tempo de pesquisar, visitar e refletir sobre a educação do seu filho.

Ambiente

Existem muitas escolas de Educação Infantil, e a variedade pode confundir os pais. A infraestrutura básica que seu filho vai precisar inclui ambientes diferentes para estimulação, para socialização, para alimentação e para higiene. Todos os espaços precisam ser seguros para os pequenos, com proteção nas tomadas, grades nas escadas e outras precauções de segurança. Algumas instituições têm opções extra, como piscinas e laboratórios, que também devem ser avaliados pelos pais.

Adequação

Saber se a escola é adequada para o seu filho, ou seja, se ele terá todas as necessidades atendidas no local, é um dos principais fatores para matricular ou não o pequeno. Se a criança possui algum tipo de dificuldade física ou intelectual, a escolinha precisa ser capaz de cuidar e garantir o aprendizado durante o período letivo. O mesmo vale se o seu filho ainda não sabe se alimentar sozinho e a escola não oferece suporte na hora das refeições, além de outras situações.

Método Pedagógico

Ao procurar um bom colégio, você vai se deparar com opções que oferecem diferentes métodos de ensino, de acordo com a escola pedagógica que cada uma se baseia. No Brasil, existem cinco tipos mais comuns, que podem ou não ser mistos: tradicional, com conteúdo igual para todos os alunos; Construtivista, em que o educador atua como mediador do conhecimento prévio do estudante; a Montessoriana, que incentiva habilidades individuais a partir de atividades motoras e sensoriais; Waldorf, na qual os alunos permanecem com o mesmo grupo de crianças e de professor por anos e são alfabetizados mais tarde; e a Democrática, em que as próprias crianças escolhem os conteúdos mais importantes para sua formação.

Informação

Quando se trata da educação dos pequenos, nunca é demais se informar. Por isso, procure por referências de pessoas conhecidas e converse com os pais de outros alunos que já frequentam o local para saber a opinião deles. Tente saber sobre os assuntos que mais te preocupam, como rotina de estudos, qualidade dos profissionais, segurança, limpeza e alimentação. Busque conversar também com o diretor, o coordenador pedagógico, os professores da instituição e faça perguntas caso não compreenda o discurso.

Horários

Respeitar os horários de entrada e saída é muito importante para ensinar a criança a ter responsabilidade com seus compromissos. Por isso, é preciso saber os horários e verificar se eles se adaptam à rotina da família. Verifique também como a escola lida com atrasos dos pais, pois algumas cobram um valor a mais pela demora. Se você não for a pessoa responsável por levar ou buscar o pequeno, combine os horários com a pessoa que terá essa tarefa e tenha um plano B caso haja um imprevisto.

Localização

A localização da escola é essencial para que você possa planejar a rotina da família. A proximidade da sua residência, do seu trabalho ou da casa da pessoa responsável pela criança durante sua ausência são pontos estratégicos para evitar atrasos. Dependendo da distância, é possível acompanhar os pequenos a pé ou de bicicleta, incentivando também o bem-estar dos seus filhos.

Valor

Escola cara não é sinônimo de escola excelente, pois a melhor opção é a que se ajusta ao seu pequeno e ao seu bolso. Você vai querer proporcionar uma educação exemplar para o seu filho, mas, para isso, precisará ter condições de suprir suas necessidades também fora do colégio. Faça as contas e escolha aquela que está dentro do seu orçamento. Você pode optar por escolas públicas se os valores estiverem altos demais na região, pois, ao contrário do que se pensa, há instituições de qualidade para o seu filho.

As dicas acima foram elaboradas pela equipe da Alô Bebê.



Veja Também

Obesidade infantil

A obesidade infantil tem crescido a cada dia, e com ela a preocupação dos pais em como fazer com que as crianças percam peso evitando futuros problemas de saúde.

O nosso adolescente nas comunidades populares.

Resumo do trabalho de Serrão e Baleeiro, no intuito de contribuir com aqueles que trabalham ou convivem com estes adolescentes. Quem é o adolescente de comunidades populares? Ele é diferente dos demais?