Envelhecimento e Qualidade de vida

Veja a importância de você melhorar o seu estilo de vida hoje para chegar a maturidade de forma saudável nas áreas física, emocional, cognitiva e social.

Envelhecimento e qualidade de vida: dois aspectos que antes pareciam tão distantes um do outro, hoje se tornaram cada vez mais próximos. Até meados do século passado havia uma certa idéia corrrente de que a chegada da 3ª idade era sinônimo de muitas perdas e o início de um processo de abandono e finitude. Mas hoje, com os avanços nas áreas ligadas à saúde, as pessoas estão conseguindo viver mais e melhor.

Será que isto é verdadeiro para todas as pessoas? Poderíamos viver mais e melhor do que estamos realmente vivendo hoje em dia?

Este início do século XXI mostra uma preocupação grande com a questão da Qualidade de Vida. Observamos um aumento considerável de artigos sobre pesquisas em qualidade de vida, principalmente em relação aos idosos.

Qualidade de vida tem a ver com a nossa percepção de como estamos envelhecendo.

As pesquisas mostram que o processo de envelhecer de forma saudável é dependente em 50% de nosso estilo de vida, sendo o restante relativo ao meio ambiente e a carga genética. Isto mostra que, pelo menos, metade dele depende do que nós fazemos com nossa própria vida ou do que deixamos de fazer.

Vejam bem: mais da metade da qualidade de vida que você tem depende de você mesmo.

Para refletirmos melhor sobre como estamos gerenciando nossa vida e sobre como estamos cuidando de nossa qualidade de vida neste momento, tente refletir sobre as perguntas abaixo.

na parte física:

- Como você está se sentindo fisicamente hoje?
- Tem algum problema, dificuldade ou doença lhe prejudicando?
- Realiza atividades físicas de forma regular?
- Consulta o médico regularmente, independente de estar doente?

na parte cognitiva:

- Seu raciocínio está tão bom como antigamente?
- Como está sua memória hoje? Consegue guardar e lembrar das coisas de forma clara e precisa?
- Tem hábitos de leitura frequentes? Consegue ler um jornal, revista ou assistir um noticiário e aprender as informações e discutí-las com os outros?
- Consegue ir sozinho a lugares desconhecidos e diferentes?

na parte emocional:

- Tem estado ansioso, irritado ou entristecido ultimamente?
- Nos últimos meses sente-se sem energia?
- Sente-se acomodado, sem vontade de viver coisas novas?
- Apresenta mudanças em relação ao sono e apetite?
- Sente-se inseguro, desvalorizado?

na parte social:

- Como estão as relações sociais? Tem amigos, conversa com eles, ou vive mais em casa sozinho e fechado?
- Participa de atividades sociais como aniversários, reuniões de família, igreja ou na comunidade?
- Costuma sair para se divertir?

Viver mais e melhor depende destas respostas e das estratégias que vamos traçar para melhorar os aspectos que estão sendo negligenciados ou não estão sendo vividos em plenitude.

Lembrem-se: seu futuro depende muito do que você fizer agora no presente.

Nas nossas oficinas de envelhecimento saudável vamos ajudá-lo a identificar os recursos para melhorar a sua qualidade de vida hoje. As informações proporcionadas pelas oficinas vão estimulá-lo a criar estratégias para lidar com sua vida nos aspectos insatisfatórios das áreas física, emocional, cognitivo e social, levando-o a traçar um caminho para um envelhecimento saudável rico em emoções e vida.

Definição da Organização Mundial de Saúde:

“ Qualidade de vida é a percepção do indivíduo acerca de sua posição na vida, de acordo com o contexto cultural e os sistemas de valores nos quais vive e em relação a seus objetivos, expectativas, padrões e preocupações”.

Observações

Os autores deste artigo são responsáveis pelo site Tempo de Cuidar E-mail: cmlassociados@gmail.com
www.tempodecuidar.com.br

Autores

Salete Monteiro Amador

Psicóloga formada pela PUC/SP, Pós graduada em Saúde Coletiva pela FUNDAP. É Terapeuta e Supervisora de Terapia Comunitária. Editora do Site Ser Melhor e Assessora Técnica em Saúde Pública.

Contato

salete_psi@yahoo.com.br
@sermelhor
https://www.facebook.com/sitesermelhor

Edson Erasmo Pereira Lima


Psicólogo formado pela UNESP
Título de Especialista em Psicologia Clínica
Pós-graduando em Ciências- área Neurologia
Membro do Grupo de Neurologia Cognitiva e do Comportamento da FMUSP.

Contato

Zilda Maria Cardoso

Psicóloga formada Universidade Estadual Paulista (UNESP) Especializações pelo Instituto Sedes Sapientiae, Instituto de Psicologia da USP e UNIFESP. Realiza atendimento psicológico em consultório particular (Bairro Cerqueira Cesar e Ferraz de Vasconcelos) e no Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) Arthur Bispo do Rosário, da Prefeitura de São Paulo.

Contato

zilda@tempodecuidar.com.br


Adquira pela :



Veja Também