Gordura Trans

Nosso dia-a-dia ganha mais uma vilã: é a gordura do tipo trans.

Nosso dia-a-dia ganha mais uma vilã: é a gordura do tipo trans, a gordura vegetal hidrogenada, como a margarina, amplamente utilizada em alimentos industrializados.

O que é a Gordura trans?
É um tipo particular de gordura formada por um processo de hidrogenação, transformando óleos vegetais líquidos em gordura sólida à temperatura ambiente. Este processo pode ser tanto industrial ou mesmo ocorrer naturalmente em animais. Este tipo de gordura tem larga aplicação na indústria de alimentos mas também estão presentes, em quantidades baixas, em alimentos de origem animal não industrializados.

Por que a indústria as utiliza?

Não basta comer com a boca, tem-se que comer com os olhos também, não é isto que falam ? Bom é justamente para isto que a indústria utiliza a gordura trans, é ela quem dá consistência para os alimentos, deixando-os com aquela cara irresistível, além de aumentar o tempo de conservação dos mesmos. Isto é muito importante em vários aspectos, tanto econômicos quanto para evitar desperdícios, porém nosso organismo pode pagar um preço.

Como eles podem afetar nosso organismo ?

Seu consumo excessivo pode causar aumento geral no colesterol do organismo, além do aumento do colesterol ruim (LDL) e diminuição do colesterol bom (HDL). Não existe, até hoje, informação que demonstre algum benefício para a saúde ao se consumir a gordura trans. Seu comportamento no organismo chega a ser pior do que a gordura saturada (do ovo, leite integral e carne). Desta forma é importante controlar seu consumo e se possível diminuí-lo a quanto puder.


Quais alimentos são ricos em gordura trans?

Apesar de alguns alimentos posuírem naturalmente a gordura trans em pequenas quantidades, como produtos de origem animal, devemos ter maior preocupação com os alimentos industrializados. Abaixo estão listados alguns tipos de alimentos com quantidades altas de gordura trans.
  • Comida de Fast Food
  • Batata Frita (de pacote)
  • Donuts
  • Salgadinhos de pacote
  • Pipoca de microondas
  • Sopa de pacote
  • Bolos industrializados
  • Temperos para saladas industrializados
  • Biscoitos Amanteigados
  • Sorvetes do tipo cremoso
  • Pratos congelados industrializados
  • Massa folhada
  • Margarina dura
  • Maionese


No Brasil, a partir de 2006 todos os produtos industrializados serão obrigados a informar a quantidade de gordura trans, a exemplo do que acontece nos Estados Unidos. Enquanto isto não acontece, a dica é procurar na embalagem do produto o item gordura vegetal ou óleo vegetal hidrogenado ou parcialmente hidrogenado. Certamente este produto contém gordura trans. Quando declarado nas embalagens dos produtos, ele é apresentado em gramas, e não em Valor Diário de ingestão (%VD), já que não existe um valor desta substância que deva ser ingerido diariamente. É recomendável que não se deva consumir mais de 2 gramas por dia.

Bom, como em tudo na vida, devemos utilizar do bom senso e dicernimento. Não vamos fazer a desfeita de rejeitar uma bela torta de massa folhada na casa de amigos, ou deixar de saborear de vez em quando um refrescante sorvete somente por causa da gordura trans, só não devemos consumí-la em excesso, como aliás qualquer coisa consumida em excesso pode não ser benéfico.

Referência(s)

Web Site Anvisa: http://www.anvisa.gov.br/
Almanaque DANT - Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo - Maio 2005

Autor(a)

Equipe Ser Melhor

Contato

faleconosco@sermelhor.com
@sermelhor
https://www.facebook.com/sitesermelhor

Veja Também

Receba nosso boletim por e-mail

Cadastre seu e-mail e receba nossos boletins e material exclusivo

Comentários relacionados a este artigo