Influência, valor, informação e negócios no Twitter

O Twitter e suas várias facetas
O Twitter e suas várias facetas

Este artigo é para quem quer mais do que informações sobre o Twitter. Ele trata da interação com objetivo de divulgar projetos, blogs, sites e negócios. Ele vem complementar a primeira parte já publicada aqui no Ser Melhor.

Em 1968 Andy Warhol cunhou a frase, em tradução livre, "No futuro, todos teremos nossos 15 minutos de fama". Uma frase profética com certeza. Estes 15 minutos hoje são uma realidade, para alguns ruim para outros boa. A verdade é que houve uma democratização de tudo, de tudo que é bom e de tudo que é ruim.

Imagem de Andy Warhol
Andy Warhol. Foto de Jack Mitchell

Se pudéssemos eleger uma mídia ou ferramenta que traduzisse esta potencialidade com certeza o Twitter seria uma das principais, se não a principal.

Gosto do Twitter pois ele é uma plataforma mais aberta, mais livre do que o Facebook, por exemplo. Nunca sabemos direito o que o Facebook vai nos trazer na timeline, pois é sabido que a empresa não mostra todos os posts de seus amigos e das páginas que você curte. Aliás, eles tem diminuído constantemente a quantidade de posts das Fan Pages exibidos nas timelines. Até onde sabemos o Twitter evita este tipo de artifício. Além disso, como a comunidade do Twitter é enormemente aberta, os Trend Topics são utilizados como termômetro do que acontece no mundo ou do que as pessoas estão falando/pensando naquele momento, com certeza uma preciosa ferramenta para uma enorme gama de usos.

Por que ser influente?

Exemplo da campanha Somos todos macacos
A campanha #somostodosmacacos, idealizada pela agência de marketing de Neymar e lançada pelo mesmo é um exemplo de influência extrema. A campanha é criticada por grupos de defesa dos direitos dos afro-descendentes por contribuir com estereótipos

Queremos ser influentes por vários motivos: seja para alimentar nosso ego, seja para espantar a solidão, para ganhar dinheiro ou mesmo pela mais absoluta falta do que fazer. Ser popular hoje parece ser uma necessidade, independente de termos ou não o que dizer.

Se você leu a primeira parte deste artigo e pretende seguir firme e forte no Twitter então esta segunda parte será muito útil. Ela é para você que quer ir além do informar-se, ela é para você que quer mais interação, que quer conseguir certa influência ou divulgar um projeto como um blog, site ou negócio.

Nesta segunda parte de meu artigo sobre o Twitter, vou tratar um pouco de como preparar seu perfil, por que evitar ser uma pessoa fútil é importante, maneiras de conseguir seguidores que queiram ouvir o que você tem a dizer e finalmente perfis legais para seguir.

Quem se interessa se você foi beber água? Seu tuite deve ter valor.

Nos primórdios do Twitter, quando ele era uma modinha hype, trabalhei em uma empresa em que, se não por educação pelo menos por amor aos empregos, tínhamos de seguir os perfis dos chefes. Certo dia a gerente geral de Web tuitou algo como: "Estou indo beber água"

Acho que existem momentos importantes em nossas vidas em que tomamos certas decisões. Eu, por exemplo, tomei uma. Deste dia em diante eu desisti, não do Twitter, mas das pessoas que não têm nada a dizer, de quem acha que suas vidinhas são interessantes para todo mundo. Em um ato de rebelião eu parei de seguir esta pessoa, não importando as consequências. Foi a melhor coisa que fiz naquele emprego!

Meu breve relato acima ilustra bem o que quis dizer no título deste tópico: se você vai tuitar algo publicamente e não só para a sua lista de amigos de classe (ou mesmo para eles), tuite algo útil ou não tuite! "Agregar valor" é uma frase que virou piada pronta na época em que escrevo este artigo e eu odeio citá-la, mas o espírito é este mesmo, contribua com seus seguidores escrevendo coisas úteis.

O "Rei do camarote" agrega valor de outras formas, não necessáriamente a inteligência

Não é necessário que você se torne uma central de noticias. Você pode, por exemplo, colocar uma opinião sua sobre alguma coisa, algo que as pessoas possam discutir ou comentar uma matéria. Até piadinha é bacana, mas são pouquíssimas as pessoas que querem saber o que você está fazendo no banheiro (a não ser algum pervertido talvez).

Ficar de "mi mi mi", por exemplo, é uma das coisas mais irritantes em meu ponto de vista e no de muitos. Ao invés de "mi mi mi" ou expor seus problemas de maneira aberta no Twitter, o mais aconselhável seria procurar ajuda profissional para resolvê-los. Mi mi mi não vai fazer as pessoas terem peninha de você, vai deixá-las irritadas com você!

As consequências de seus atos vão refletir diretamente na quantidade de seus seguidores que rapidamente irão embora!

Vou dar um conselho a você que é "mimizento": todos nós temos problemas e cada um os encara de maneiras diferentes. Se você se sente bem desabafando para o mundo suas angústias não fique colocando posts aleatórios no Twitter, escreva uma crônica bem feita que traga algum tipo de reflexão e poste em um blog.

Vou citar uma passagem interessante do livro "The Twitter Book" que poderá abrir nossas mentes:

"O segredo das mídias sociais é que elas não são sobre você, seus produtos ou histórias. É sobre como você pode inserir valor para as comunidades que incluirão você. Se você espera criar um impacto positivo, esqueça sobre o que você pode tirar de proveito da mídia social e comece a pensar sobre como você pode contribuir."

The Twitter Book

Ou seja, vamos pensar fora da caixa, vamos pensar como contribuir com todos e não como nos tornarmos mais narcísicos ou coitadinhos.

Mãos na massa. Personalize e prepare-se para divulgar seu perfil

"Uma história não precisa ser longa, mas tomará um longo tempo para torná-la curta." – Henry David Thoreau

Você seguiria alguém que não conhece? Muita gente efetivamente não segue. Esta é uma das razões porque você deve tirar alguns minutos para escrever um resumo de seu perfil. Um resumo bem feito e instigante pode trazer seguidores que se interessam pelos mesmos assuntos que você. O humor também pode ser um excelente aliado na hora de criar seu perfil.

A grande questão, no caso do Twitter, é o espaço. Você terá de ser curto(a) em sua descrição. Mais do que ficar choramingando o pouco espaço você deve aceitar o desafio com foco no que é importante.

Vamos a uma breve lista de coisas importantes que você pode fazer para melhorar a experiência no Twitter.

  • Personalize seu perfil: não deixe aquele "ovinho" como sua imagem padrão. Troque por uma outra imagem, não precisa ser a sua foto, pode ser uma imagem de cachorrinho, florzinha ou qualquer coisa que represente o que você é. Deixar a imagem padrão do perfil dá a impressão que você o criou há seis meses atrás e o largou. As pessoas vão desconfiar de seu perfil, que não tem nem uma foto decente, e não vão se importar em segui-lo;
  • Atualize sua descrição com algo que reflita sua personalidade ou seus interesses. Diga para as pessoas porque elas deveriam segui-lo. É por você ser é um amante de cafés ou porque curte política internacional? É porque você é um jornalista recém formado, procurando por oportunidades ou é porque você tem um site de e-commerce com produtos bacanas? Não é necessário escrever uma bíblia, bastam algumas palavras. Seja criativo e, importante, NÃO ERRE NO PORTUGUÊS!
  • Se você tem um blog, site ou um portfólio inclua nele o link de seu Twitter ou os botões incorporáveis. Não deixe de cadastrar em seu perfil do Twitter o endereço deles;
  • Além da imagem do seu perfil também é possível personalizar o fundo e as cores. É uma ótima ideia, assim que puder, personalizá-los. Isso chamará a atenção das pessoas, principalmente se você fizer um bom trabalho de design. É comum concursos dos mais bonitos perfis do Twitter. Já pensou você entrar nesta lista? Vai atrair muitos seguidores e chamar bastante a atenção com certeza;
  • De tempos em tempos reveja seu perfil e o atualize, se for o caso. Muitas vezes ficamos ‘bitolados’ em algo que fizemos e não percebemos as falhas. Revisitar a descrição de seu perfil depois de algum tempo poderá lhe trazer um olhar diferente. Vale também pedir que seus amigos olhem e deem sugestões.

Caso você ainda não tenha criado sua conta cabe uma outra dica. Ao pegar um nome de usuário evite coisas bizarras e difíceis de memorizar como @titi998765, por exemplo. Evite usar números de maneira aleatória ou confusa. De preferência para seu nome, sobrenome, nome de sua empresa ou algo do tipo.

Claro que com o passar do tempo menos nomes interessantes estarão a disposição. Por isso sua criatividade vai contar muito nesta hora.

Bots, robôs e truques para ganhar seguidores

Muita gente usa robôs ou serviços para ganhar seguidores automaticamente. Geralmente descobrimos quem são estes perfis olhando os posts e vendo mensagens do tipo "este perfil foi visto por X pessoas nos últimos Y dias", pelos nomes das contas sem sentido como @b7u5k9l3j9e0 e outros tipos de texto padrão. Existe também o comércio de seguidores que utilizam perfis falsos para dar volume e muitos outros truques.

O que eu tenho a dizer sobre isso? Besteira! Você terá no máximo um exército de fantasmas te seguindo. Qual a relevância disto? Eu mesmo quando vejo um destes perfis já o coloco em minha lista de bloqueios. Eles não tem valor para mim, pois não retuitarão, não clicarão nos links, não interagirão, nem mesmo lerão meus posts!

Geralmente as pessoas que se utilizam destes recursos querem simplesmente mostrar para as agências de marketing a quantidade enorme de seguidores que eles tem, a fim de tentarem ganhar dinheiro com campanhas. Mas de nada adiantará ter 1 milhão de seguidores que são fantasmas. Na hora de ver as métricas de acesso da campanha logo se perceberá a furada.

Se você quer ter seguidores e uma convivência saudável, produtiva e interessante no Twitter, terá que gastar algum tempo "sendo humano" e não um robô.

Acredito que a melhor tática, pelo menos no início, é seguir muitas pessoas, de preferência pessoas que estejam dentro de seu perfil de interesses. Depois disso, tente interagir com elas, dê opiniões, publique posts e matérias interessantes, retuíte o que for bacana. Assim, aos poucos, as pessoas vão começar a perceber que você é uma pessoa de verdade e com atitude e vão segui-lo. É importante que você mostre-se como uma pessoa interessante. Assim, além de atualizar a descrição de seu perfil, é importante postar coisas relevantes em sua timeline antes de começar a conquistar seguidores,Isto porque as pessoas eventualmente vão olhar seus posts. Se lá você apenas fala que está com fome, que o trabalho está chato ou que está tuitando do banheiro... quem você acha que vai interessar-se por segui-lo?

Antes de postar algo, dê uma olhada nos Trend Topics (as expressões mais usadas naquele momento). Se você perceber que uma das expressões listadas tem a ver com seu post tente encaixá-la. Posts com um Trend Topic tem maiores possibilidades de ser visto por muitas pessoas.

Exemplo
Exemplo de trend topics. É possível configurar o país e a cidade para os quais deseja ver os trends.

Além das técnicas dos robôs e dos perfis falsos, existem também certos perfis que oferecem em troca de sua ‘seguida’ vários outros seguidores, o que não me parece algo verdadeiro ou interessante, porém você pode testar. Tudo vai depender da honestidade em cumprir com a palavra.

Colocar nomes e fotos falsas em seu perfil, como o de celebridades, também é um truque muito utilizado mas que acabam não trazendo os resultados que você espera. Isto porque, na verdade, você está enganando as pessoas que passam segui-lo e isto não é uma maneira muito boa de começar uma relação, principalmente se seu objetivo é ser influente.

Um bom indicativo de que você está começando a ser influente na rede é a quantidade de retweets e não a quantidade de seguidores. Seguidores podem ser apenas fantasmas ou robôs, mas retweets, geralmente, mostram que o que você posta vale a pena ser passado para frente.

Entendendo as diferenças entre Favoritar e Retweet (retuitar)

Favoritar e retuitar possuem sentidos diferentes. Retuitar é algo mais forte pois você, de certa forma, valida as palavras da pessoa que foi retuitada. Além disso, um retweet é como se fosse um post seu, ou seja, aparecerá em sua timeline para que seus seguidores vejam.

Favoritar é uma operação mais discreta. Apesar de você conseguir saber quem favoritou um certo post, olhando nos detalhes do mesmo, ele não aparecerá em sua timeline de modo explícito, porém o dono do post original vai saber que você o favoritou.

Geralmente favoritar é utilizado nos seguintes sentidos:

  • Você achou o post interessante, mas não o suficiente para dar seu aval a ele ou não o suficiente para achar que seus seguidores devam vê-lo;
  • Para marcar algo a ser lido mais tarde. É como colocar um marcador na página de um livro;
  • Agradecer o perfil que fez o post. Por exemplo: Alguém menciona você em um post. Para agradecer a menção você pode favoritar este mesmo post.
Exemplo
Retweets e favoritos aparecem de maneiras diferentes em sua conta

A compreensão das diferenças entre estas duas ações fará com que você consiga operar de maneira bem mais enfática no Twitter e evitar gafes.

Twitter e seus negócios

No caso de utilizar sua conta para divulgar um negócio o Twitter é uma excelente maneira de interagir mais rapidamente com seus clientes. Ele pode ser um excelente canal de atendimento, por exemplo. Você pode atender as reclamações ou sugestões de seus clientes de uma forma muito dinâmica, além de identificar rapidamente o que andam falando de seu negócio na rede, já que ao usar as mentions ou menções você consegue identificar quem as enviou e, consequentemente, responder.

Publicar posts de promoções e eventos acho que nem é preciso dizer. O que talvez seja necessário é dizer que se você resolveu usar o Twitter como plataforma de comunicação de seus negócios então o mínimo que deve fazer é mantê-lo atualizado. Se você não tem muito o que falar de sua empresa ou negócios que tal procurar notícias que sejam interessantes para seus clientes enquanto não tem nada o que postar?

Uma característica interessante a ser explorada é o fato do Twitter (assim como outras redes sociais) ser utilizado como "segunda tela". Segunda tela é uma expressão usada para descrever o ato de utilizar dispositivos móveis como complementos à programação da TV naquele momento. Imagine uma pessoa assistindo ao jornal e vê uma notícia que lhe interessa muito. Sua reação será pegar o smartphone ou tablet e pesquisar sobre o assunto ou mesmo postar nas redes sociais um comentário sobre uma matéria polêmica que acabou de aparecer.

Mas ao trabalhar com o Twitter nos seus negócios você deve tomar cuidados redobrados, já que os posts são públicos e todos os seguidores da pessoa que interage com você poderão visualizar as conversas. Neste sentido o Twitter pode ser uma faca de dois gumes. Sempre existe a opção de comunicação por DM ou Direct Message, que é uma maneira privada de enviar mensagens. Para questões mais sensíveis é interessante usar esta ferramenta.

Um exemplo interessante é como o Pão de Açúcar trabalha no Twitter.

Eles conseguem detectar problemas nas lojas da rede através dos posts dos clientes e tomar as medidas necessárias para oferecer um atendimento de qualidade.

Muitas vezes, quando o telefone não funciona, é o Twitter o canal de comunicação em que se consegue uma resposta.

Como pode ser observado trabalhar com o Twitter poderá expor os problemas de seu negócio para seus clientes ou potenciais clientes. Neste ponto é importante definir qual a política de atendimento e qualidade de sua empresa. Escolher o Twitter como o canal ou um dos canais de atendimento de seu negócio envolve verdadeira vontade de resolver problemas e ser transparente. Se você não estiver disposto a isso ou se acha que neste momento não conseguirá atender às expectativas de um público que reclama, às vezes até por motivos injustificados, nem tente utilizá-lo.

Quem seguir, afinal?

Bem, esta é uma pergunta que não tem uma resposta precisa, pois milhões de pessoas e milhares de instituições possuem perfis na rede. Na verdade a melhor resposta seria "siga o que lhe interessa". Apesar de ser uma resposta óbvia não é tão óbvio assim colocar em prática.

Você poderia começar seguindo seus amigos e parentes, professores, jornais e revistas preferidos. Talvez seguir alguns perfis que postam vagas de emprego, caso estiver procurando por um, ou perfis que postam dicas de saúde, se estiver em uma fase malhação. Também pode seguir perfis com dicas de negócios ou mesmo perfis especializados em postar frases de auto-ajuda ou motivacionais.

Seja qual for sua preferência vou deixar uma dica que venho testando há tempos e que tem trazido resultados muito interessantes. Não siga apenas perfis conhecidos ou de assuntos de sua preferência, siga alguns perfis aleatórios também.

Esta dica é interessante pois já encontrei perfis que escolhi ao acaso que foram verdadeiros achados. Pessoas interessantes postando coisas interessantes perdidos no meio de um mar de chatice e mesmice.

Para não dizer que não dei uma dica prática de quem seguir, abaixo disponibilizo uma lista breve de perfis que acredito serem interessantes para você começar a seguir:

Publicação de vagas de emprego ou freelas:

  • @trampos
  • @job_ti
  • @tramposTI
  • @vagas
  • @vagasnaweb

Variados

  • @BuzzFeedBrasil (Coisas bacanas que valem a pena compartilhar)
  • @CARPINEJAR (Blogueiro e apresentador)
  • @catracalivre (Agenda cultural e noticias interessantes)
  • @marcelotas
  • @visaoilimitada

Notícias

  • @agenciapublica (Agência de jornalismo investigativo e independente.)
  • @GizmodoBR (Notícias sobre tecnologia)
  • @bbcbrasil (BBC)
  • @folha_com (Folha de São Paulo)
  • @psustentavel (deias, dicas e notícias sobre meio ambiente, responsabilidade social, negócios sustentáveis, educação, cidadania e muito mais)

Estudo

  • @universiabrasil (Notícias, Enem, bolsas de estudo, cursos e livros grátis, emprego e muito mais)
  • @CHCriancas (Ciência Hoje das Crianças- A CHC é a primeira revista brasileira sobre ciência para crianças!)
  • @guiadoestudante
  • @CanaldoEnsino

Empreendedorismo

  • @sebrae
  • @GeracaodeValor (Promover o empreendedorismo através da construção de uma mentalidade vitoriosa, o pensar fora da caixinha.)
  • @marcogomes
  • @youpix
  • @marthagabriel

E, obviamente, o perfil do Ser Melhor, o @sermelhor

E depois que eu tiver muitos seguidores?

Enquanto você tiver poucos seguidores ou seguir poucos perfis não será problema manter-se conectado com as pessoas, mesmo porque interações vão ocorrer em um ritmo lento. Porém quando você começa a tornar-se influente as coisa vão mudar. Logo acompanhar as pessoas que interagem com você, responder a elas ou mesmo acompanhar as postagens das pessoas mais importantes pode tornar-se rapidamente uma batalha.

Neste ponto algumas medidas podem ajudá-lo a manter seu perfil saudável, prático e útil. Algumas das medidas são:

  • Crie listas específicas com os perfis mais importantes para você. Assim será mais fácil acompanhá-los do que ter que caçar os posts no meio dos demais;
  • Pare de seguir quem não posta nada, quem não contribui para a rede ou pessoas que não tem nada a ver com você;
  • Pare de seguir robôs e bots. Eles geralmente não contribuem em nada para a comunidade e apenas servem para ‘minerar’ seguidores. Reconhecer um bot pode ser difícil porém com o tempo você poderá identificá-los;
  • Quer seguir um novo perfil? Dê uma boa olhada em sua descrição e nos últimos posts para verificar se vale mesmo a pena.

Estas são medidas simples que o ajudarão bastante.

Conclusão:

Ninguém falou que seria moleza, mas também não é nada do outro mundo. Trabalhar com o Twitter vai lhe tomar um certo tempo dependendo do que você deseja fazer.

Claro que nem tudo que foi tratado aqui será preciso e certeiro. Tenha em mente que são apenas indicações para ajudá-lo, mas que, no final, será você quem encontará a melhor maneira de trabalhar com o Twitter.

Faça muitos testes, experimente bastante e mantenha a mente aberta!



Veja Também