Arte e meio ambiente: uma fusão para mostrar a Amazônia de uma maneira diferente

Exposição Amazônia: os novos viajantes, em São Paulo, aproxima arte e ciência


A exposição Amazônia: os novos viajantes, que fica em cartaz até 29 de julho no Museu Brasileiro da Escultura e Ecologia (MuBE), de São Paulo, traça um caminho entre os exploradores do século XIX e as viagens atuais. Também traz de volta a vocação inicial de ser um museu dedicado à ecologia, em paralelo à arte.

Na exposição é possível ver ilustrações clássicas do bioma amazônico por meio da arte de viajantes como os alemães Karl Friedrich Philipp von Martius (1794-1868) e Johann Baptist von Spix (1781-1826). Outros artistas como Frans Krajberg (1921-2017) e Maria Martins (1894-1973) também estão presentes.

Além dos itens antigos a bióloga Lúcia Lohmann e o filósofo Cauê Alves, respectivamente organizadora e curador da exposição, reuniram um amplo acervo artístico contemporâneo sobre a Amazônia que vai desde meados do século XX até obras feitas especialmente para a mostra.

Uma ótima oportunidade para conhecer mais sobre o bioma amazônico sob uma abordagem artística.

Sobre:

Terça a domingo, 10h às 18h, até 29 de julho

Rua Alemanha, 221, São Paulo

Mais informações: www.mube.space

Mais informações na matéria de Maria Guimarães | Agência FAPESP

Mais notícias

A bioenergia e a transição da energia limpa mundial

Conclusão é de relatório científico sobre bioenergia e sustentabilidade na América Latina e África. Documento foi lançado em evento na sede da FAPESP e pode ser acessado pela internet

View details »

2017 foi o primeiro ano em que a energia solar gerou mais eletricidade do que o uso de petróleo, carvão e gás somados

O setor de energia solar cresceu 18% em relação ao ano anterior. A China foi a maior investidora.

View details »