Bactérias e fungos desempenham papéis-chave nas colônias de insetos sociais

Estudos feitos na USP evidenciam como certas espécies de formigas e de abelhas dependem de microrganismos para alimentação, comunicação, defesa contra patógenos e para completar seu ciclo de desenvolvimento


Pesquisadores da USP/Ribeirão Preto descobriram que uma bactéria encontrada na microbiota associada a essa formiga é capaz de produzir as mesmas pirazinas usadas pelo inseto para demarcar seu caminho até o ninho.

Esta bactéria foi descoberta por acaso quando os cientistas exploravam a microbiota existente nos corpos de formigas brasileiras em busca de moléculas naturais que possam dar origem a fármacos

O próximo passo do grupo pretende investigar se fenômenos semelhantes ocorrem em outras espécies de abelha com e sem ferrão.

Mais informações na matéria de Karina Toledo | Agência FAPESP

Mais notícias

Mudanças climáticas são inegavelmente causadas pela humanidade avaliam cientistas

Variabilidade natural do clima não explica o aumento da temperatura do planeta registrado desde o século XIX, avaliaram pesquisadores participantes da segunda edição do programa de TV ?CiênciAgência FAPESPa Aberta?

View details »

Super coral invade a costa brasileira desde os anos 80

Cientistas investigam os fatores que permitem às colônias de coral-sol se multiplicar com rapidez, tomando o lugar de espécies nativas

View details »