By Jorge.kike.medina - Own work - Wikipedia
By Jorge.kike.medina - Own work - Wikipedia

Nova pesquisa aponta que diversidade de árvores ao longo dos rios amazônicos é três vezes maior do que se acreditava

Compilação de dados de inventários florestais e coleções biológicas gerou lista com 3.615 espécies de árvores nas áreas úmidas da bacia amazônica


Uma nova pesquisa do programa BIOTA mostrou que os ambientes em torno dos rios amazônicos ( que englobam não só o Brasil mas também outros países da América Latina ) mostraram a maior diversidade em áreas úmidas no mundo com 3.615 espécies de árvores conhecidas, três vezes maior do que se pensava anteriormente. A maior quantidade de espécies descobertas está diretamente ligada a ampliação da área de pesquisa e dos tipos de ambiente pesquisados.

Para os pesquisadores esta alta proporção de árvores tem a ver com o intercâmbio entre as espécies. As adaptações das árvores com as inundações dos rios amazônicos fazem com que novas espécies surjam.

Ao longo de milhares de anos ocorre a maior diversidade de espécies, aumentando a variedade de nichos disponíveis para serem ocupados por elas declarou Freire Silva, professor no Departamento de Geografia da Unesp e coordenador do estudo, para a Pesquisa FAPESP.

A América do Sul é a região com a maior quantidade de áreas úmidas do planeta, fundamental para a manutenção da água doce do planeta.

Mais informações na matéria de Maria Fernanda Ziegler | Agência FAPESP

Mais notícias

Guerra por recursos naturais já representa 40% dos conflitos no mundo

António Guterres, secretário-geral das Nações Unidas, alertou o Conselho de Segurança sobre o fato.

View details »
Praia em Singapura - Foto de Vaidehi Shah

Novo estudo indica que fungos podem ajudar no combate à poluição por plásticos

Novo estudo da Kew Botanical Gardens mostra que fungos podem "comer" plastico poliuretano, ajudando na degradação deste tipo de lixo que polui rios e oceanos

View details »